Comments Off in Tudo sobre cães de raça
9 de fevereiro de 2017

Dados técnicos a respeito de Basenji

Altura :
FCI
Machos: 43 cm (na cernelha).
Fêmeas: 40 cm (na cernelha) sendo que poucas variações nestas medidas nunca serão penalizadas se as proporções forem mantidas.
AKC
Machos: 41, 7 cm (na cernelha)
Fêmeas: 39 cm na cernelha

Peso:
FCI
Machos: 11 quilos;
Fêmeas: 9, 5 Kg
AKC
Machos: 11 quilos;
Fêmeas: 10 quilos

Aparência:
Aspecto quadrado (altura até os ombros igual ao espaço do peito até a parte traseira das coxas), mesmo parecendo ser mais alto do que extenso. Compacto, equilibrado, com músculos longos e suaves que possibilitam movimentos muito coordenados, privados de qualquer esforço.

Pelagem e Cor:
FCI: Pelagem lisa, curta, sedosa, e brilhante. Cor Preto e branco, avelã e branco, preto, avelã e branco. A cor branca deverá estar sempre presente nos pés, no tórax e na ponta do rabo, sendo que um colar branco, as patas brancas e uma mancha branca na cara podem ser opcionais.
AKC: Aceita também a cor tigrada. Ainda possui a ressalva de que a cor branca não deve ser dominante.

Cabeça:
Alto da cabeça reto, bem modelado e de extensão média, afinando em direção dos olhos; Forma-se numerosas rugas quando as orelhas estão bem eretas. Ainda são desejáveis que se formem rugas rosto na lateral do, mas jamais de forma exagerada que pareçam papadas. Focinho de tamanho médio levemente menor do que a parte superior da cabeça; nariz preto é esperado; olhos escuros, amendoados e posicionados de forma obliqua.;olhar acentuado e penetrante; orelhas com pouco volume, pontudas e eretas, de textura fina, posicionadas muito a frente no alto do crânio.

Cauda:
Enrolada bem apertada, acima do dorso, pendendo para um dos lados do corpo, sem an impressão de que podem “cair”.

Esperança de vida:
De 10 a 13 anos, sendo que é possível encontrar animais com até 22 anos.

Possíveis Doenças:
Normalmente uma raça saudável, o Cão basenji pode apresentar algumas doenças genéticas devido an aplicação larga do inbreeding (casamentos consangüíneos). São elas: Decadência progressiva da rotina, ou PRA (progressive retinal atropy), Sindrome de Fanconi (uma doença que afeta os rins) Anemia Hemolítica, Hipertiroidismo e Sindrome de Malabsorção. Alergias de pele e hérnias também podem acarretar um problema. A PRA é uma doença progressiva que pode levar a cegueira e costuma abotoar a partir dos 4 anos de idade. a Sindrome de Fanconi ainda ataca os cães de meia idade (de 4 a 8 anos) e pode ser fatal.
É normal que as fêmeas entrem no cio somente uma vez somente no ano; e não duas como a grande maioria das fêmeas de outras raças.

História e origem do Cão basenji

A raça é remote e data do tempos remotos do princípio das civilizações. A evidência disso foi a descoberta de uma estátua do Cão basenji na tumba por faraó egípcio que têm a chace de ter mais ou menos 5 mil anos AC. Conta a história que esses espetaculares cães de caça foram dados ao faraó como presente de uma antiga tribo que vivia em seu território. Eles eram muito utilizados na caça, o talvez possam ser vistos até os dia atuaius.

Em 1895 ocorreu o registro do primeiro par de Basenji a pisar em solo inglês. Velozmente eles se tornaram bastante populares e todos querem ter 1 espécime. Porém, os novos moradores contraíram uma doença denominada cinomose e pararam de ser importado. Eles foram novamente levados para an Europa pelo ano do 1934 e em 1943 foram reconhecidos pelo American Kennel Clube (AKC).

Nunca se sabe exatamente por onde surgiu o título Basenji. Certos autores afirmam que este nome foi dado por um casal inglês de que criou este primeiro exemplar ao chegar à Europa. É uma tradução de “Bush Dog” na língua africana e que significa “coisa selvagem”. Já para outros autores, esse nome Basenji foi sendo adulterado ao longo destes séculos por confusão dos línguas do vários países.

Características do Basenji

O Cão basenji não apenas não late, como também se lambe como um felino, e pode-se deduzir que seu pelo não necessite de nenhum cuidado especial justamente devido an esses cuidados pessoais do cão. Outra característica que o assemelha com gatos é o hábito de sentar sobre lugares altos, o que lhe dá um sentimento de controle e autocontrole sobre o local.

O que de fato define este cão, contudo, é a sua personalidade. É um cão alegre e arteiro, necessitando de uma rígida disciplina. Em certas ocasiões se mostra tão esquivo e teimoso que consegue tirar os donos mais inexperientes do sério. O Basenji é muito carente e se apega ao dono de tal maneira que pode revoltar-se ao menor chamamento de que seu proprietário o esteja ignorando, resultando, quase sempre, em imediata bagunça para lhe chamar an atenção.

Os adoradores da espécie Basenji dizem que sua independência é memorável. O comportamento desobediente e seu afastamento de outras raças caninas, claramente, é uma atitude desejada e provocada pelo próprio cão. Ele também é conhecido por sua imensa curiosidade, o que faz espreitar constantemente, como se estivesse caçando.

Quando educado desde quando filhote, o Basenji pode facilmente adaptar-se ao cotidiano dentro de um apartamento, porém sem dúvida é um cão que nasceu para o campo. A esse respeito podemos afirmar que vale a pena deixá-lo abrir buracos no jardim onde que seja mantido, pois dessa forma terá onde distrair-se e se manterá ocupado.

Para este cão é necessário nenhum cuidado diferente não. O Cão basenji é muito higiénico por natureza, mas ajuda uma boa escovada diária nos pelos. Não é conhecida nenhuma fragilidade específica da raça, ainda que seja admissível evitar que o cão passe frio, pois vem de regiões tropicais.

As fêmeas tem suas crias apenas uma vez ao ano, com ninhadas com mais ou menos cinco filhotes. O nascimento ocorre entre o início de Novembro e o fim de Dezembro.

Temperamento do Cão basenji

O Basenji é considerado um cão aristocrata, devido a sua anatomia física que lhe confere um comportamento tranquilo, elegante e elegante, com um andar delgado. Trata-se é um cão festivo e a medida de um macho fica em torno de 43 cm, enquanto an estatura da fêmea gira em torno de 40 cm. O peso é de cerca de 11 kg para o macho e de 9, 5 kg para fêmeas. Estes detalhes de altura e peso o classificam como um cão de altura médio.

O Basenji é um cão entusiasmado, auto-suficiente, equilibrado e acima de tudo, com uma personalidade forte. De fato, o Basenji também é um amoroso cachorro, que adora divertir-se com crianças e é um ótimo cachorro de companhia. Um de seus pontos fortes é ser reservado com pessoas desconhecidas. Isso se deve entre outros fatores, por ter um olfato significativamente mais apurado do que outras raças de cachorro. Logo, lembre-se que ele nunca deve ser abordado por um estranho por trás, este necessita de um tempo para conhecer a pessoa. É necessário respeitar an energia do cachorro, permitindo que ele primeiro reconheça a pessoa.

O Basenji ainda possui uma forte capacidade de caça, podendo ser utilizado como cão farejador. É um cão farto de energia, que adora brincar, muito apegado a sua família, ótimo cão de guarda e apresenta mais facilidade de aprender quando adestrado pelo dono.

O Cão basenji é um cachorro muito interessante para viver dentro de um apartamento, pois ele aparenta não latir mas soa vocalizações que remetem imprecisamente as canções tirolesas.

Cuidados com o Basenji

A educação do Basenji deve ser realizada com delicadeza e amor. Muitas pessoas podem avaliar esta raça teimosa. Isso se deve ao fato de ser muito inteligente e independente. Ele é um cachorro bastante ágil e gosta muito de aprender, por isso é uma raça fácil de disciplinar, mas necessita paciência. É muito comum que ele fique entediado com repetições e simplesmente deixa de obedecer. Não por não compreender o que você deseja dele. O Cão basenji é uma raça de cachorro que se adapta muito bem à agitação na cidade, mas gosta muito de andar e pode fazer longas caminhadas sem se fatigar. É importante exercitar este cão para que ele possa dissipar energia.

É fundamental que o Basenji faça caminhadas regulares em sua rotina cotidiana. Caso esteja pensando em adquirir um filhote desta raça, é muito significativo estar ciente da necessidade de passear com ele regularmente.

Se você tem um terreno grande com pomar, os passeios de coleira com seu Basenji se tornam menos importantes, mas será bem interessante você promover brincadeiras e exercícios mentais para ele. Esta não é uma raça de cães que possa viver solitária, longe de sua família, pois necessitam de convivência com pessoas, muito amor e proximidade para serem cães equilibrados e carinhosos. Quando você isola um cão desta raça, pode ter muitos problemas de comportamento que variam a começar de desobediência, até tentativa de fuga, agressividade com outros animais e muitos prejuízos materiais para o dono.

Como a maioria dos cachorros, o Basenji não aprecia ficar sozinho,logo, não deixe um Cão basenji trancado no apartamento a sós o dia inteiro, pois de forma nenhuma é exagero dizer ele seria capaz de arrasar o apartamento inteiro. Ainda é sempre bom destacar-se que ele é um cão muito limpo, faz sua higiene como um gato e não exalam mal cheiro. A pelagem do Basenji pode ser escovada diariamente, mas nem sempre necessita de banhos frequentes.

O Basenji ainda é utilizado como cão de caça e como guia na selva e apesar do tamanho, também pode ser um aceitável cão de guarda, apesar de certamente nos dias de hoje, sua maior aplicação é como cão de companhia.

Saúde do Basenji

A consideração com a pelagem e cuidados com higiene para a saúde do Cão basenji: A pelagem da raça Basenji não exige cuidados regulares, mas você necessita ter uman atenção com seu cachorro em tempos de calor intenso. Por isso, nunca esqueça de proteger seu Basenji em dias quentes de verão, para que ele não sofra de Hipertermia. Por outro lado, esta não é uma raça de cães que suporta o frio e em dias gelados, seu Basenji deve permanecer dentro de casa.

Saúde dos olhos do Cão basenji: Apesar de não ser uma situação comum, existem relatos de que alguns exemplares da raçan apresentaram distrofia corneana, atrofia progressiva da retina e perda progressiva da visão.

o Basenji e an enteropatia: A raça Basenji tem relatos de exemplares com enteropatia imunoproliferativa. A enteropatia imunoproliferativa é uma enfermidade inflamatória intestinal que é apontada como uma das causas mais comuns de vômitos e diarreia crônica em animais. Trata-se de uma doença hereditária autossômica e é interessante apurar com o criador se existem ocorrências desta patologia em algum dos pais do filhote.

O Basenji e a displasia coxo femoral: Displasia Coxo femoral é uma anomalia, muitas vezes de origem genética das articulações do quadril, causando dor e incapacidade de se locomover. Como todas as raças de cachorros, o Basenji também está inclinado an apresentar problemas deste tipo, por isso é significativo checar com os criadores os laudos radiográficos de displasia dos pais antes de adquirir um filhote.

O Basenji e o hipotireoidismo: Menos habitual, mas também presente a partir de relatos veterinários sobre a saúde do Basenji, o hipotireoidismo é uma disfunção da glândula tireoide que faz com que o cachorro possa ter obtenção de peso, pelagem pouco espessa, problemas reprodutivos etc. Ocorre geralmente em cães de meia-idade e pode ser controlada com medicação diária que deve ser dada durante toda a vida do cão.

O Basenji e a Síndrome de Fanconi: A Síndrome de Fanconi é um conjunto de anormalidades no transporte de água e absorção de sódio, potássio, glicose, fosfato, bicarbonato, e aminoácidos pelos os rins. Este agregado de deficiências tem fator idiopática e cerca de 75% dos casos relatados ocorreram na raça Basenji.

O Basenji e a Deficiência de piruvato quinase: Apesar de não ser uma patologia usual em exemplares da raça, outra doença relatada em cães Basenji é a Carência de piruvato quinase, ainda chamada de deficiência de PK, é causada pela falta de piruvato quinase, no organismo do cão. A piruvato-quinase é uma enzima da célula vermelha do sangue, que favorece converter glicose em energia, quando os níveis de oxigênio caem. Quando o paciente possui uma deficiência de PK, esta situação pode levar as células vermelhas do sangue deteriorarem mais rapidamente do que o habitual. As células, devido ao excesso de sódio, incham e rompem-se. Os glóbulos vermelhos que nunca estouram, podem tornar-se defeituosos e, eventualmente, serão eliminados pelo fígado.

Outras enfermidades do Basenji: Outras mazelas podem acometer o Basenji, mas estas doenças não possuem atualmente exames de rastreio genético que possam ser realizados pelos criadores a partir dos pais e avós dos filhotes. Cães de forma geral, estão predispostos an adquirir doenças como doenças de pele, problemas derivados de crescimento acelerado em raças grandes, câncer e catarata em animais com idade avançada. Infelizmente problemas de saúde como estes podem ocorrer em quaisquer cães independentemente da competência do criador. Por isso é muito importante cuidar de seu cachorro sempre da melhor forma possível, e ao menor sinal de problemas levá-lo ao veterinário a fim de apontar problemas no início e dessa forma promover um rápida cura para seu cachorro.

Temperamento do Basenji

Quem mora em apartamento não vai encontrar amigo melhor. Ele se encaixa completamente an esse tipo de moradia: é muito calado, não solta muitos pelos, não tem cheiro forte, é pequeno e bastante limpo. Não é estranho ver o Basenji lambendo patas e outras partes do corpo para cuidar da higiene. Eles ainda são ótimos para alimentar-se em grandes espaços como sítios, fazendas ou casas que possuam um amplo jardim.

Falando nisso, essa é uma raça cheia de entusiasmo e passar aquele dia deitado, não é o seu passatempo favorito. Se você faz o tipo preguiçoso e largadão sobre o sofá, melhor procurar outro cão. O Basenji é espontaneamente um cão caçador, então tem energia para dar e vender, gostando muito de corridas no campo aberto (desde que tenha cerca, caso não tenha, melhor mantê-lo na coleira) e brincadeiras constantes. Um Basenji que nunca gasta sua energia pode se tornar um determinado destruidor de lares.

Esta raça nunca é indicada para marinheiros de primeira viagem. Se for escolher entre obedecer o seu dono ou seguir os seus instintos, sem dúvidas que a última opção vencerá. Para torná-lo um cão mais disciplinado, a melhor opção é o adestramento desde filhote. De preferência, procure um profissional, pois o Cão basenji se distrai facilmente e é preciso muita constância para colocar esse cão nos eixos.

Em casa, é necessário ser muito firme com ele e socializá-lo o melhor possível com crianças, desde que sejam cuidadosas e sob a supervisão de um adulto, e de pessoas estranhas ao convívio diário. Nunca maltrate um Cão basenji. Ele tem uma memória de elefante e nunca esquecerá de quem o maltratou. Mas, nada de mimá-lo! Você precisa definir a sua posição de líder dentro do grupo e ser enérgico ao dar uma ordem.

Se você pensa em educar um Cão basenji através do medo com palmadas ou castigos, nunca perca o seu tempo. Eles, naturalmente, não sentem medo de nada e são muito destemidos sob qualquer ocasião. E é exatamente essa qualidade que os torna bons cães de guarda, contudo apesar de não latir copiosamente, enfrentará com bravura o invasor. Ele também pode avisar aos proprietários da casa através de uivos sobre a presença do intruso.

Eles são arredios com estranhos e podem ser bastante teimosos com os seus donos. Mas, quando você conseguir ganhar a confiança de um Basenji, terá um companheiro para toda a sua vida. Eles são a maior parte amorosos e adoram um bom carinho. Gostam de ficar sempre bem unido com seus donos e sempre atentos observando todas as coisa que acontecem em derredor.

Basenji – Qual o preço

Em nosso país, o Basenji ainda é muito pouco conhecido e existem muito poucos criadores que investem na espécie, cuja particularidade é o fato de que não latem, mas emitem diversos sons. O preço médio de um Basenji está em torno de R$ 5.000,00.

Tags: